15 alimentos indispensáveis.


Retornando aqui,eu estive ocupada por um tempo,como puderam perceber,e por isso não tive como ficar postando,mais agora vou postar sobre os 15 alimentos indispensáveis,que a Lu,me mandou. Sim,a Luciana Andrade a nutricionista da outra postagem,tudo para uma dieta saudável.

Então,aí vai:

Os 15 alimentos indispensáveis para uma dieta saudável


Folhas verdes

Excelentes fontes de fibras alimentares, vitaminas e sais minerais, fazem parte dos chamados alimentos reguladores. A chicória crua ajuda a regular o nível glicêmico e é muito importante para diabéticos. A alface é uma boa opção, pois é muito fácil de ser encontrada e, além das fibras, tem cálcio e vitaminas A, B e C. Além disso, as folhas verdes contêm alta quantidade de ácido fólico, necessário para a produção de glóbulos vermelhos.

Carne vermelha

Tanto a carne vermelha, como os peixes, está no grupo dos alimentos construtores, fornecedores de proteínas. A ingestão desses alimentos deve ser variada. É importante que as quantidades sejam individualizadas de acordo com o perfil clínico de cada pessoa. A carne vermelha também contém vitamina B12 e ferro, e a falta desses componentes no organismo pode gerar anemia. O ferro presente na carne é mais absorvido pelo organismo do que aquele de origem vegetal. É importante consumir pelo menos uma vez por semana, já que a carne contém uma proteína necessária à formação da membrana das células.

Cenoura

Assim como outros vegetais amarelos e vermelhos, possui grande quantidade de betacaroteno. Os carotenóides presentes na cenoura são transformados em vitamina A, muito importante para a visão. Há estudos que revelam uma ação antioxidante dos betacarotenos. Pesquisas mostram que é melhor consumir o betacaroteno naturalmente presente nas raízes, como a cenoura, nas frutas e em outros vegetais, do que tomar suplementos farmacêuticos. A vitamina A contida na cenoura também é importante para a manutenção da pele e dos ossos.

Peixe

Por apresentar baixo teor de gordura saturada, é uma ótima fonte de proteína. Deve estar na dieta pelo menos duas vezes por semana. Alguns peixes de água fria, como salmão e bacalhau, são ricos em ômega 3 - uma gordura poliinsaturada que aumenta o colesterol "bom" e reduz o "ruim" e é importante para a redução de triglicídeos. O ômega 3 faz parte dos ácidos graxos essenciais, que o corpo não fabrica. Isso significa que, se a pessoa não consumir, não vai ter essa substância no corpo. Essa substância tem uma ação antiinflamatória, que impede a formação de coágulos, prevenindo infartos e derrames.
Azeite

Consumido pelo homem desde a Antigüidade, o azeite de oliva é rico em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a elevar o HDL (colesterol "bom") e a reduzir o LDL (colesterol "ruim"). O azeite também tem propriedades antioxidantes e combate os chamados radicais livres, associados ao câncer.
Para aproveitar melhor os benefícios desse alimento, o recomendável é consumi-lo na forma extravirgem, menos refinada. Como suas propriedades se perdem com o aquecimento, ele deve ser usado frio, no tempero da salada, por exemplo.

Leite

É um dos principais fornecedores de cálcio e de vitamina A, além de possuir proteínas de alto valor biológico. Adultos devem dar preferência aos leites desnatados e semidesnatados, mais indicados por apresentar um nível de gordura inferior. Não existe outro alimento que tenha a concentração de cálcio semelhante à do leite. Ele recomenda a ingestão de três copos por dia, principalmente para as mulheres. É uma forma de prevenir a osteoporose, mais comum nelas. Quem tem intolerância a lactose ou alergia às proteínas do leite deve procurar algum tipo de suplementação de cálcio. É indispensável em todas as fases da vida.

Alho

Muitas propriedades terapêuticas vêm sendo atribuídas pela cultura popular a esse alimento. Pesquisas recentes mostram que alguns de seus componentes, como a alicina, inibem uma bactéria que causa a úlcera e que tem sido apontada como precursora do câncer gástrico. Trabalhos científicos também mostram que ele ajuda a manter a pressão arterial regulada e a diminuir o colesterol "ruim" (LDL).
Como o aquecimento acima de 50ºC destrói seus princípios ativos, o recomendável é consumi-lo cru, no tempero de saladas, por exemplo.

Acerola
A acerola nunca foi reconhecida por sua excelente fonte de vitamina C, contento muito mais vitamina C que a laranja, a mais falada neste assunto. A falta da vitamina C pode provocar anemia, baixa resistência às infecções, úlceras, e outras.
Soja

A soja ganhou fama por ajudar a dimunir os sintomas da menopausa - ação realizada por suas proteínas com um fitoestrógeno denominado isoflavona, que tem estrutura molecular semelhante à do hormônio humano. Estudos mostram que ela também atua na prevenção de doenças cardiovasculares, do câncer de próstata e do câncer de mama dependente de estrógeno.

Aveia

O consumo regular de aveia ajuda a prevenir doenças cardíacas. Isso se deve a uma fibra solúvel chamada betaglucano, que ajuda a reduzir o colesterol "ruim" (LDL). Quem tem problemas gastrointestinais deve prestar atenção especial ao farelo, rico em fibras insolúveis, que regulam o funcionamento do intestino. A aveia também atua na prevenção do câncer. Ela auxilia na formação e na eliminação do bolo fecal, reduzindo a incidência de câncer do intestino e do tubo digestivo.

Frutas oleaginosas

A castanha-do-brasil (ou castanha-do-pará), as nozes e as avelãs são exemplos de alimentos desse grupo. As oleaginosas são ricas em selênio, oligoelemento relacionado com o sistema imunológico e com as funções do sistema nervoso central. No caso da castanha-do-brasil, apenas uma unidade é capaz de fornecer a necessidade diária de selênio. Suas gorduras, monoinsaturadas, ajudam a prevenir doenças cardiovasculares. Uma delas, chamada betasistosterol, dificulta a absorção do colesterol pelo organismo. Alguns estudos mostram que as oleaginosas ajudam a prevenir câncer, esclerose múltipla e mal de Alzheimer.

Tomate

A cor vermelha do tomate é dada pelo alto teor de licopeno, uma substância antioxidante que combate os radicais livres. Os produtos derivados de tomate, como molhos, têm mais licopeno disponível do que o tomate in natura. Com o calor, a biodisponibilidade do licopeno aumenta, mesmo depois de passar pelo processo de industrialização, o licopeno não é destruído. Mas é preciso procurar um produto com baixo teor de calorias e de sódio.


Brócolis

Os brócolis contêm fitoquímicos que inibem o desenvolvimento de bactérias causadoras de gastrite e de úlcera estomacal e ajudam na prevenção do câncer. Da família dos vegetais crucíferos (à qual pertencem também o espinafre e a couve), eles são ricos em vitaminas C e A e em ácido fólico, ferro, potássio, cálcio e selênio. São também as hortaliças com a maior concentração de ferro (15 mg a cada 100 g do vegetal). O ideal é comer os brócolis cozidos, já que, quando crus, eles possuem certas enzimas que atrapalham a absorção de seus nutrientes.

Iogurte

É indicado para a prevenção do câncer e para o controle do colesterol. As bactérias probióticas (benéficas à saúde) presentes nos iogurtes atuam no equilíbrio da microflora intestinal e nas disfunções do trato intestinal, como diarréias e constipações. Além disso, essas bactérias melhoram o sistema imunológico e aumentam a absorção de cálcio pelo organismo. É também uma importante fonte de proteínas, zinco e vitaminas A e do complexo B.

Água
Seu consumo é indispensável, fonte de vida, a água é ingerida por todo ser vivo, humano, animal, vegetal. Compõe 70 % do nosso corpo, entre órgãos, pele, ossos. Sua ingestão não deve ficar por menos de 1,5L por dia, para praticantes de atividade física, o consumo é ainda maior. É responsável por regular o funcionamento do intestino junto das fibras alimentares.


É isso ai gente,espero que gostem,depois vou postar como pediram dica de roupas," baratas" sem exagero no preço para se vestirem bem,beijão!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...